Visitante

30 de mai de 2010

Releitura: "A Emancipação de Mamãe!"




..."O trabalho fora de casa nunca era visto como uma realização profissional. Era considerado desnecessário, inapropriado para uma senhora de família e muitas vezes como um sinal negativo de que o marido não conseguia suprir sozinho as necessidades básicas da casa e da família. Um vexame! Comentários como: “Coitada, a fulana precisa trabalhar fora…” eram feitos entre amigos e familiares com um tom de compaixão. Outras vezes ouvia-se desculpas para aquelas mulheres que se atreviam à batalha do trabalho fora de casa, porém não se arriscavam a perder seus status de senhoras de família. Tais comentários em geral se expressavam como: “A fulana resolveu trabalhar fora. Na verdade, ela está trabalhando para se distrair. Ela estava tão entediada em casa que precisava de alguma atividade extra para ocupar seu tempo…” 

Mamãe faz parte dessa geração. Casou-se com vinte anos de idade com meu pai que, apesar de somente dois anos mais velho do que ela, como todo marido da época que se prezasse se responsabilizou sozinho pelo ganha-pão da família. Mamãe trabalhar fora? Nem pensar! Um assunto que, para sua frustação, era totalmente fora de cogitação. Desde que ficou noiva, mamãe não foi mais encorajada a continuar seus estudos. Também seus planos de trabalhar como professora foram sufocados pela perspectiva de um matrimônio próximo, oferecendo um futuro seguro, sem a necessidade de um esforço maior de sua parte. Tais planos não faziam parte da tradição familiar, nem tão pouco dos costumes da época. Afinal, preparar o enxoval já tomaria quase todo seu tempo!"...




texto original escrito em 29/05/2007

24 de mai de 2010

Releitura: "Reclamo, logo existo"





"Existe coisa mais chata do que aquele seu conhecido, amigo ou parente, que anda sempre com postura ou olhar cabisbaixo, trazendo consigo uma nuvem cinzenta ameaçando chuva somente sobre a sua cabeça?..."



...leia todo o texto aqui...


texto original escrito em 16/05/2007.

20 de mai de 2010

Party 99 - O Resumo da Ópera



Festejar é muito bom!!! Somente hoje acabei de pós-processar a festa dos 99 anos com a escolha das fotos num álbum virtual. Após 15 anos de casados, fizemos uma outra "grande" festa contando com mais de 140 convidados, todos muito bem humorados e participando da festa num clima super agradável. Curtimos muito tudo e nem ligamos para o trabalho que tivemos com os preparativos. Valeu a pena! Que venham os próximos 99 anos!


 (fui eu que fiz!)

  (pintado pelos convidados durante a festa)

Para quem quiser ver todas as fotos tiradas na festa 
e mais 2 vídeos curtos 
onde se vê a intimidade dos convidados com a música brasileira
é só clicar aqui


12 de mai de 2010

99 anos! Let´s celebrate!


Hoje o Darling e eu comemoramos juntos 99 anos!


Let's celebrate!


6 de mai de 2010

Uma surpresa inesquecível!

Sempre quis que alguém me fizesse uma surpresa, uma daquelas bem inesperadas e também bem marcantes.

Mês de maio é mês de aniversário por aqui. Este ano faremos uma festa única comemorando o meu aniversário e também o do Darling que foi em abril. Chato, pensei eu cá com os meus botões. É pena que quando fazemos uma festa aqui na Áustria os parentes e amigos do Brasil não podem participar e o mesmo acontece quando comemoramos lá e os daqui não vão... Bem, mas melhor uma festa com metade das pessoas queridas, do que nenhuma festa! (Já deu para perceber que adoro ter motivos para festejar alguma coisa. Nada mais gostoso do que um clima leve e agradável de reencontro de amigos, ao som de uma boa música, regado com um bom vinho e um prosecco de qualidade...)

- "Darling, bem que a minha mãe poderia vir para festa, você não acha? - Eu falei com ela sobre isso e ela não me pareceu muito animada. Eu não quis insistir e por isso a deixei à vontade para vir quando for mais conveniente para ela. Afinal, é só uma festa de aniversários. Nada de tão especial assim..."

-"Huhumm". (Reão normal do Darling quando não está prestando muita atenção no que eu falo)... 

Pois bem, eis que semana passada o Darling me diz que tem de ir à Viena encontrar um cliente e que voltaria no final da tarde. Até aí tudo bem. Recebo um telefonema dele no meio da tarde me dizendo que já estava a caminho de volta  um pouco mais cedo do que o esperado. Ok. Melhor assim, pensei eu. Darling entra em casa, me encontra no telefone e me diz para interromper rapidinho a conversa, pois ele precisava de ajuda para retirar um presente de aniversário do elevador que ele encontrou pra mim em Viena... Huhummm... Ok. Interessante...

Ao chegar à porta do elevador, já aberta, não acreditei no que eu estava vendo.... Uau! Que surpresa ma-ra-vi-lho-sa!!!! Darling! Que safado! Nem me disse nada! Como eu nem percebi nada?? Que tolinha eu fui! Que legal! Estou pasma!.... E assim seguiram minutos de grande emoção regados a lágrimas, abraços e beijos! ADOREI!!! O melhor presente de aniversário que eu poderia ter recebido! A visita de Mamãe! Sim, lá estava ela de carne e osso, chegando de uma viagem longa que fez mais uma vez sózinha com sucesso desde o Rio até Viena, com conexão em Paris. 


Agora estamos curtindo muito o nosso reencontro! 
Thanks Darling!


Galeria de visitantes

O "Boa Baltazar" possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Últimos 25 posts

Ocorreu um erro neste gadget

translator/übersetzer/ traducteur/μεταφράστης ...

Ocorreu um erro neste gadget

Wikipedia Search

tráfico de visitas...