Visitante

4 de fev de 2010

A vida como ela é, real ou virtual, o que importa?


Ainda no Rio, derretendo de calor e me deliciando, mesmo que por pouco tempo, com a volta as origens, me surpreendo sempre que venho ler os updates dos blogs assinados e encontro esta emocionante onda colaborativa que se propaga atualmente na blogosfera. Se isto é virtual, eu concordo, mas que faz um bem danado à alma, isso faz! É o Jorge a postar reflexões reais que ultrapassam os limites de quaisquer amizades  virtuais; o Rolando fazendo interpretações gráficas em forma de banner para homenagear vários blogs com B maiúsculo - que originou até a criação de um blog novo "entreBlogs"; o Eduardo a colaborar e revidar estendendo sua arte em seu Varal, em forma de fotos, criações artísticas e comentários sobre essa onda contagiante de se ultrapassar a ponte entre o real e o virtual.
Ultrapassar a ponte entre o real e o virtual... Quem nunca pensou em fazer isso? Muitos já fizeram e não se arrependeram. Porém realizar esta ultrapassagem,  até mesmo com postagens de fotos reais no blog, requer muita coragem e auto-confiança. Mas, se for feito com cautela, sinceridade e carinho, vale a pena!

Afinal, reais ou virtuais, os momentos fazem parte de um todo que chamamos de vida! E que seja bem vivida!

15 comentários:

Juliêta Barbosa disse...

Fátima,

Há tempos que vejo o seu rosto no Café.Com da nossa querida Mírian, e penso: mas que sorriso meigo tem essa menina! E agora, tenho a alegria de vê-la no meu blog.Obrigada!
Gostei da maneira como você escreveu "memórias sem fim", a doçura apreendida nas entrelinhas, combina com o seu sorriso. "Boa Baltazar!"

Teresa disse...

Olá Fátima
Concordo plenamente consigo, até já escrevi alguma coisa parecida no meu blogue, aqui há tempos. A amizade e as afinidades criam-se e crescem, sejam reais ou virtuais. Ainda bem!
Bjs

Hod disse...

O desamor ou indiferença do outro não é tão prejudicial. Penso que o prejudicial é passar por cima de nossos mais profundos sentimentos. Buscar em nossa essência o que tudo torna claro.

Forte abraço,

Hod.

angela disse...

A gente vive quando le, quando ouve musica, assiste a um filme. Quando fala ao telefone, escreve uma carta ou comenta um blog.
É amoroso com seus amigos esse seu texto.
beijos

Maria Augusta disse...

Fátima, é verdade que o importante é se comunicar e se sentir bem na vida, se o mundo virtual pode incrementar o mundo real como temos visto na blogosfera, isto é muito bom. Quanto a atravessar a ponte, cada um o faz ou não segundo seus sentimentos, o importante é ser feliz.
Um beijão para você e curte bem a Cidade Maravilhosa.

Paulo Henrique disse...

Oi Fátima!

Passando por aqui para atualizar a leitura do "Boa Baltazar". Acabou que você já foi embora e não pudemos nos encontrar novamente... que pena.
Um beijo nas crianças e até a próxima vez (aqui no Brasil, ou quem sabe em outro lugar desse mundão afora)

Beijos
PH

Fatima Cristina disse...

Olá Julieta!

Frequento o Café da Mirian com prazer. O sorriso esta quase sempre presente. Obrigada pelo "meigo" e pela visita. Volte sempre.

Beijos!

Fatima Cristina disse...

Oi Teresa!

Você tem toda razão. As afinidades crescem no mundo real assim como no virtual.

Beijos!

Fatima Cristina disse...

Olá Hod!

Adorei sua reflexão.

Beijos!

Fatima Cristina disse...

Oi Angela!

A gente vive quando respira!

Um beijo!

Fatima Cristina disse...

Oi Maria Augusta!

Você tocou no ponto X da questão. o importante é ser feliz!

Beijos!

Fatima Cristina disse...

Oi PH!

Adorei ter dado um "pulinho" aí no Rio. Da próxima vez nos veremos mais vezes!

Beijos em todos!!

Mari Amorim disse...

Fatima,
Concordo com você,o que importa?o importante realmente é o que sentimos pelas pessoas,e eu gosto muito de você.
Boas energias
Mari

Ana Karenina disse...

olá Fatima
Como dizem por ai: "recordar é viver", eu gosto de relembrar bons momentos nos renova a alma e os não tão bons nos fazem aprender.
Essa semana antes de entrar aqui pensei em selecionar os posts que mais gostei de cada ano, seria legal você fazer também.
Quanto a este post "A vida como ela é, real ou virtual, o que importa?"
dá pra sentir o seu entusiasmo com esse mundinho e acho que vale muito a pena. é um mundo muito real que se propaga em meio virtual. O que importa é ser feliz, não importa o lugar e nem com quem.

Abraços.

Fatima Cristina disse...

Mari,
eu também!
Boas energias para você também.

Ana Karenina,
Gostei da sua ideia de selecionar os posts favoritos. Sim você tem razão "este mundinho é muito real..."

Beijos!

Galeria de visitantes

O "Boa Baltazar" possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Últimos 25 posts

Ocorreu um erro neste gadget

translator/übersetzer/ traducteur/μεταφράστης ...

Ocorreu um erro neste gadget

Wikipedia Search

tráfico de visitas...